BlackRock: a melhor gestora para navegar em tempos turbulentos, diz Morningstar

Após o índice americano S&P 500 registrar seu pior primeiro trimestre em cinco décadas, o analista Greggory Warren, analista da Morningstar, comentou, em seu último relatório, que há pechinchas a serem encontradas entre gestoras de ativos tradicionais dos EUA.

Na publicação, divulgada no dia 3 de julho, ele aponta que a queda média das nove gestoras em sua cobertura – BlackRock, T. Rowe Price, Invesco, Franklin Resources, Affiliated Managers Group, AllianceBernstein, Federated Hermes, JanusHenderson Group e Cohen & Steers – foi de 30%. No entanto, as três que considera as melhores (BlackRock, gigante de investimento passivo; Rowe Price, melhor gestora ativa do grupo; e Cohen & Steers, focada em REITs) foram mais penalizadas, com baixas de 33,5%, 42,2% e 31,3%, respectivamente.

Warren reiterou que a BlackRock é sua principal aposta no segmento e, com a queda, abriu oportunidade de entrada para investidores de longo prazo. “A companhia raramente fica barata, tradicionalmente é negociada com prêmio em relação aos seus pares”, afirma. Atualmente, negocia com um desconto de cerca de 30% em relação à sua estimativa de valor justo e contra 20% da média das nove empresas em cobertura da Morningstar.

Na B3, a BlackRock tem BDRs negociados sob o código: BLAK34.

Acesse o relatório completo no link abaixo:

Gostou do texto?

Então cadastre-se gratuitamente para receber em seu e-mail nossas novidades e ofertas exclusivas.